Tributação de Clubes com mais de 67% em Ações

Tributação de Clubes com mais de 67% em ações

A tributação sobre clubes de investimento normalmente é semelhante à
tributação para investimentos em ações, ou seja, 15% sobre o ganho de
capital.
O fato gerador é o momento do resgate, somente se houver lucro.

Exemplo 1:

O investidor fez um aporte inicial no seu clube no valor de R$ 15.000,00 em janeiro de 2008.

Em
abril do mesmo ano, com uma valorização percentual de 5% o cotista
solicitou o resgate integral das cotas do clube, recebendo o valor de
R$ 15.750.00
Ao fazer o resgate o imposto de renda retido na fonte foi de R$ 112.50,
já que a alíquota é de 15%, o valor líquido que ele recebeu, já
descontado o imposto foi de
R$ 15.637.50.

O responsável pelo recolhimento do imposto e a instituição administradora do clube.

Os
prejuízos nos resgates de quotas de um clube de investimento poderão
ser compensados com os rendimentos apurados em resgates futuros, mas
somente no mesmo Clube.

Exemplo 2:

Um investidor fez uma
aplicação de R$ 2.000,00 no clube de investimentos Futuro Promissor,
percebeu que houve uma desvalorização da cota, ao efetuar o resgate o
valor recebido foi de R$ 1.850,00 que fez com que ele tivesse um
prejuízo de R$ 150,00.

Posteriormente, ele fez uma nova
aplicação de R$ 3.000,00, no mesmo clube Futuro Promissor, após algum
tempo suas cotas se valorizaram é o investidor decidiu resgatar o valor,
recebendo R$ 4.000,00 tendo um imposto a pagar de R$ 150,00, como o
investidor teve um prejuízo passado, esse prejuízo será abatido do
imposto a pagar, com isso esse investidor não vai efetuar o pagamento de
imposto nesse novo resgate. 

28 de julho de 2014

0Respostas em Tributação de Clubes com mais de 67% em Ações"

    © 2009 - 2015 - InvestEducar Cursos